Frete Grátis para Sul e Sudeste a partir de R$ 249 | Frete Grátis para as demais regiões a partir de R$ 399
Como facilitar a dinâmica do estudo remoto com os filhos

Como facilitar a dinâmica do estudo remoto com os filhos

19 Apr, 2021

Estamos há mais de um ano em casa devido ao isolamento social. Muitas mães e muitos pais, que antes controlavam o acesso a eletrônicos de seus filhos, viram nesses dispositivos a maneira de continuar os estudos de forma remota. No entanto, eles sabem que as lacunas de aprendizado das crianças serão sentidas adiante. A ideia, então, é encontrar formas para minimizar esse impacto.

Uma delas é facilitar a dinâmica do estudo remoto. Com as aulas suspensas presencialmente, a rotina da casa é outra. E isso é um grande desafio para todos nós, especialmente porque não estávamos preparados para isso. Ao menos não mentalmente. Mas como se adaptar e ajudar as crianças a estudarem de maneira remota? Os especialistas começaram a apontar algumas boas práticas, que pontuo aqui de forma bastante simples.

A primeira é conhecer as regras do estudo remoto daquele conjunto composto por professores e alunos. A colaboração dos estudantes e de seus responsáveis é muito importante para que exista um diálogo aberto para construir um bom relacionamento com os professores. Por isso, tenha clareza sobre como as aulas acontecem e sobre a entrega das atividades.

Se perceber que algo proposto não é possível, converse com o professor. Peça e ofereça ajuda, se for o caso. Às vezes, as famílias não possuem os recursos necessários para o bom andamento do estudo remoto, mas as instituições podem prover. O segundo ponto é ter clareza de que nossos filhos precisam de uma aprendizagem individualizada, que considere seus próprios interesses, sua habilidade de usar tecnologia e uma capacidade de atenção. E os filhos são diferentes entre si, certo? Um pode preferir uma abordagem de aprendizagem prática, enquanto outro prefere livros didáticos. O papel das mães e dos pais neste ponto é ter a sensibilidade de perceber as diferenças e ajudar cada um dentro da sua individualidade.

Outra forma de facilitar a dinâmica do estudo remoto é ajudar os filhos a desenvolverem habilidades sociais e comportamentais, como responsabilidade, autodisciplina e gerenciamento de tempo. Quando trabalhamos esses aspectos nas crianças, elas tendem a desenvolver autonomia, o que contribui bastante nos estudos (e na vida!).

Partindo para as dicas mais práticas, papais e mamães precisam estabelecer uma rotina para as crianças e criar um espaço destinado aos estudos. Os limites físicos são importantes para evitar distrações, enquanto um cronograma consistente pode dar às crianças uma sensação de normalidade, mesmo no caos em que vivemos

Ah, e não se esqueça das pausas, que são muito importantes para que os filhos administrem seu tempo e refresquem a mente e o corpo. Converse com as crianças para determinar o número de horas que será dedicado aos estudos e programe com elas os intervalos e os momentos descontraídos.

E se você acha que é possível facilitar a dinâmica do estudo remoto sem uma autoanálise, está enganado(a). Mamães e papais também devem se preparar para que as crianças tirem o máximo dessa situação que é bastante difícil e peculiar.

Considerando isso, esteja aberto a mudanças e ao inesperado. As crianças também se cansam e ficam estressadas com a situação. Se ela não estiver em um dia bom e pedir a você para não ter aulas, converse e tente entender os motivos. Coloque o autocuidado antes da produtividade. Isso também envolve ajudar a criança a se conectar com o que ela aprendeu nas aulas. Você pode questionar seu filho ou sua filha sobre o que ele(a) aprendeu naquele dia. Isso ajuda a fixar o conhecimento. Mas tenha em mente, mais uma vez, que ele(a) pode não estar afim de dizer.

Entenda os dias ruins e não apresse o processo de aprendizado. Por fim, lembre-se de que todos estamos dando o nosso melhor em tempos muito difíceis. As crianças estão sendo privadas do convívio social em um momento crucial para seu desenvolvimento. Nós estamos estressados com a situação e enfrentando muitos desafios. Portanto, vamos deixar altas exigências de lado e ter um maior cuidado com nossas sensações. Devemos, antes de tudo, nos acolher e acolher as crianças. Sem dúvidas, a convivência será mais leve, favorecendo o estudo remoto.

Ah, temos três sugestões de livros interessantes para estimular as crianças de diferentes formas no estudo remoto:

● O Escudo Protetor Contra o Rei Vírus: livro da psicóloga perinatal Guadalupe del Canto, do Instituto Argentino de Salud Mental Perinatal, que conta um pouco mais sobre a pandemia do coronavírus. Disponível gratuitamente em: Dropbox - Cuento - Simplifique sua vida

● Respira: o livro de Inês Castel-Branco chama a atenção das crianças para um ato involuntário que temos, que é o respirar. Ótimo para quem deseja trazer um outro olhar para coisas simples e até mesmo prepará-los para a prática meditativa.

● Princesas Escalam Montanhas?: o livro da escritora Rafaela Carvalho aborda como as meninas podem conquistar mais autoconfiança. Boa pedida para quebrar os padrões de gênero.

Título