Frete Grátis para Sul e Sudeste a partir de R$ 349 | Frete Grátis para as demais regiões a partir de R$ 499
Ensinando brincadeiras antigas para as crianças

Ensinando brincadeiras antigas para as crianças

25 Jul, 2022

Como brincar de brincadeiras antigas? Já pensou em ensiná-las às crianças e tentar tirá-las um pouco das telas? 


Essa geração atual é nativa digital, basicamente nasce com um smartphone na mão “arrastando” o dedo para o lado. Mas poucas são aquelas que conhecem as brincadeiras antigas que nossos avós brincavam, não é?


Pensando nisso, vamos falar sobre algumas delas e colocá-las em prática?

Quais eram as brincadeiras antigas?

As brincadeiras de algumas décadas atrás eram diversas. A criatividade rolava solta, porque não existiam telas para entreter a criançada. Voltar a brincar presencialmente pode ser um desafio grande para as crianças de hoje, inclusive.


Mas papais e mamães precisam se esforçar e apresentar algumas brincadeiras antigas. Afinal, além de envolver a família toda, elas trazem muitos benefícios para o desenvolvimento infantil. 


Movimentar o corpo ajuda no desenvolvimento motor e cognitivo. Existem brincadeiras que estimulam o raciocínio lógico, a imaginação, a criatividade e a atenção. Por isso, invistam bastante no resgate dessas atividades. 


A seguir, mencionamos algumas delas!

Pular corda

Pular corda. A brincadeira que precisa somente de 3 pessoas (mas pode ter mais) é bem simples. Duas pessoas seguram as pontas da corda, batem ela e todas cantam. Enquanto a música não acabar, a terceira pessoa fica pulando.


Essa é uma das brincadeiras antigas que nossos avós brincavam, e a música é lembrada por muitas pessoas:


Um homem bateu na minha porta e eu abri

Senhoras e senhores, põe a mão no chão; 

Senhoras e senhores, pule de um pé só; 

Senhoras e senhores, dê uma rodadinha e vá pro olho da rua.


Se você tem crianças agitadas em casa, ensine-as a pular corda, porque ajuda a gastar energia.

Queimada

Quer reunir os pequenos e os coleguinhas em uma única brincadeira? A queimada é ideal para isso, pois precisa de dois times. Os jogadores do time A devem arremessar a bola com as mãos na tentativa de atingir os jogadores do time adversário.


A criança atingida se torna um prisioneiro que é guardado “atrás” do time que a queimou. A ideia é atingir todos os jogadores do time oponente.

Batata-quente

Um nome de brincadeira antiga muito curioso é a batata-quente. É um jogo de agilidade em que se passa a bola (ou outro objeto) de maneira rápida para o colega ao lado.


Uma das crianças fica de fora cantando “batata quente, quente, quente, quente, quente…queimou!”. Ao gritar “queimou”, a criança com o objeto na mão sai do jogo. Vence a brincadeira quem ficar por último!

Cinco Marias

Existem outras brincadeiras antigas que nossos avós brincavam que também envolvem agilidade. A “Cinco Marias” é uma ótima.


Basta ter 5 pedrinhas do mesmo tamanho para jogar. Se papais e mamães quiserem inventar, podem colocar as crianças para fazer os objetos para substituir as pedrinhas, como saquinhos costurados com arroz ou areia.


Com as pedrinhas em mãos, jogue-as no chão e pegue uma delas. O próximo passo é jogar a escolhida para a cima e, com a mesma mão que jogou, pegar uma das outras pedras que estão no chão. Na segunda rodada, você joga para o alto as duas pedras que estão nas mãos e pega uma terceira no chão.


A brincadeira acaba quando você consegue jogar todas para o ar e pegar a última. 


Para “aprimorar” o jogo, pode ser legal cantar músicas antigas de brincar, que tal?

Telefone sem fio

Finalizando nossas brincadeiras antigas, temos o telefone sem fio, que pode garantir boas risadas. O jogo estimula a atenção e a memória das crianças, porque consiste em repetição.


Em roda, o primeiro participante cria uma frase e conta para o seguinte em voz baixa, que repetirá a frase à frente e assim por diante. Quando chegar na última criança, ela fala em voz alta a frase que entendeu. Nem sempre é a inicial, e a graça está exatamente nisso.


Existem muitas brincadeiras antigas divertidas que não mencionamos, mas vale a pena testar, como a Amarelinha ou o Rouba-Bandeira. Cada uma delas possui um objetivo, mas todas contribuem para o desenvolvimento infantil.

E na sua casa? Qual brincadeira da sua época você amava e ensinou às crianças?

Título